terça-feira, 7 de junho de 2011

Renúncia do Conselho Deliberativo

É preciso respeitar a decisão dos membros do Conselho Deliberativo em renunciar aos seus cargos. Devem ter seus motivos e não cabe a mim questioná-los. Entretanto, quero fazer algumas considerações:

Reações da Blogosfera Avaiana
A grande maioria chamava o Conselho de "Decorativo" e portanto, não aprovava sua atuação. Sendo assim, não há porque lamentarem a saída do presidente, do vice e do secretário. É a oportunidade de quem falava mal se candidatar ou apoiar alguém que possa se candidatar. Quem sabe podem fazer melhor.

Momento para renunciar
Acho que não era o momento. O clube não está numa boa fase e isto pode complicar ainda mais a situação. Se unidos, já não é fácil, imagine com divisão. Se não estavam concordando com algo que vinha acontecendo no clube, deveriam se pronunciar. O Conselho Deliberativo é o órgão de manifestação coletiva dos associados, conforme o estatuto do clube, em seu artigo 44. Logo, poderiam aproveitar o cargo para fazer suas observações, dentro do limite de sua responsabilidade. Agora que saíram, espero que não fiquem dando entrevista para fazer críticas a diretoria. Se não quiseram falar antes, que fiquem em silêncio daqui para frente.

Falta de Oposição
Vejo comentários sobre que um dos problemas do clube é a falta de uma oposição. Se for para ter uma oposição no estilo político, que querem que aconteça o pior quando não estão no poder, prefiro que não tenha. Se for para fiscalizar, já temos o Conselho Deliberativo, que em tese, possui este papel.

Não sou a favor de tapar o olho para tudo que a diretoria faz, mas fazer oposição para tumultuar o ambiente só é ruim para o clube. Até hoje não vi time melhorar com o racha no poder. Aliás, enquanto tivemos o clube dividido, não conseguimos passar da série B. Se olharmos para um certo time colorido, veremos que quando um certo homem erudito tomou o poder e cessaram as divisões, muita coisa mudou. O problema está na falta de fiscalização das ações de quem está no comando, pois o risco de "privatização" do clube pode ser grande.

Pauta para Imprensa
Não me preocupo com isto, até porque não dou bola para o que eles falam. Agora é visível como eles gastam o tempo falando do Avaí quando é para malhar. Se quando os resultados são bons, os caras inventam um monte de história para criar crise, imagine quando a maré não é boa. É um prato cheio para eles criarem suas mil teorias sobre o que está acontecendo na Ressacada e os motivos do insucesso. Já se o Avaí vai bem, o tempo dedicado nos programas de TV e nos bate-bocas do meio-dia é reduzido. Quase nem se fala sobre o ambiente e o clima entre os jogadores.

Respingo no Futebol
Este problema no Conselho Deliberativo não deveria atrapalhar a já conturbada situação da comissão técnica. Entretanto, não sabemos o que acontece nos bastidores da Ressacada. Espero que eles saibam separar as coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados