segunda-feira, 25 de março de 2013

Vitória na medida certa

É claro que a gente gostaria de ver uma goleada em cima do Moleque Travesso, mas isto ia ter um efeito colateral: esconder as muitas deficiências do time.

Se o time goleasse, o técnico Ricardinho não ia poder chamar a atenção dos zagueiros, que perderam todas as bolas no alto e não por serem baixos, mas por não saberem se colocar na área. Não sei se só o Leandro Silva é suficiente para consertar esta zaga.

Se o resultado fosse uma goleada, a gente ia pensar que o meio de campo estava ótimo. Agora, o técnico vai poder chamar o galego (que apesar de craque não jogou o que sabe), o Jéferson Maranhão (que estava bem), o Ricardinho (que lutou o tempo todo) e o Alê e falar que não pode dar este espaço todo para o adversário. Será que o Higor, que está vindo do Fluminense, pode ajudar a mudar isto?

Se o placar fosse elástico, o Ricardinho não ia poder falar para o Julinho jogar mais e fazer menos pose. Acho que este guri poderia jogar muito mais, mas acho que tá com a cabeça noutro lugar.

Se a rede tivesse balançado só a nosso favor e muitas vezes, o técnico não ia poder chamar o Arlan no canto e dizer para ele treinar cruzamento na área até anoitecer. Fôlego o rapaz tem, mas o pé é muito torto.

O futebol não foi bom, mas o resultado veio na medida certa: 3 pontos necessários, sem esconder os defeitos do time.

O técnico Ricardinho vai ter muito trabalho. Mas é pago pra isso.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Palpites para a rodada

Encontrei minha bola de cristal num canto do apartamento, dei uma lustrada e ela me revelou:

- O último que sair apaga a luz - nesta briga pela lanterna, é capaz do time da Palhoça, agora liderado pelo motivadíssimo Joceli, aprontar para o time da beira da praia. Mas pela ruindade dos dois times, vejo empate à vista: 1x1.

- Agora ou nunca - o time da terra da fartura deu uma boa arrancada neste returno e não fosse o início desastroso, estaria nas cabeças. Apesar da idade, o time do Ovelha não vai deixar barato para o remendado time de Jaraguá, que estava indo bem, mas pelos últimos acontecimentos, vai começar a afundar: 3x0 para o time de Ibirama. Para o Leão seria bom que o moleque travessa aprontasse.

- Índios voltam para a aldeia - apesar do sangue doce e da derrota na última rodada, é de se esperar que o time do oeste acerte umas flechadas no time do professor pardal, que afinal, é candidato direto pela ponta da classificação geral. Apesar das amareladas que eles dão quando enfrentam os multicoloridos, dessa vez vai dar o Verdão: 2x1. O melhor seria um empate, mas é sempre bom ver a turma do remendão perder.

- Mentiroso x mentiroso - o time de Blumenau começou mal, melhorou, venceu fora de casa, e na última rodada conseguiu a proeza de perder para o time da Palhoça (é verdade que o Leão quase conseguiu também esta façanha). Já o time do norte me pareceu um bom time, mas na hora H não finaliza o trabalho (para não dizer que amarela). Seria confronto de palpite triplo, mas acho que o craque RC vai aparecer e meter duas buchas no time do ballet: Verdes 2x0. O empate seria o melhor resultado para o Leão.

200 jogos para o Marquinhos e mais uma vitória para o Leão - vamos ver se o que vimos no domingo não foi um brisa de verão, que passou e se acabou. O comando vai mudar, mas o jeito de jogar tem que ser o mesmo, ou até melhor, se os laterais começarem a acertar os cruzamentos. Espero que eles joguem com  a mesma garra, nem que seja para homenagear o Marquinhos. O time do sul vem mordido e o seu técnico vai querer amorcegar o jogo para ganhar na impaciência da torcida. É hora de apoiar até o fim. Aposto no Leão: 3x1.

terça-feira, 19 de março de 2013

Léo Campos e Rodinei

O garoto sensação de Antonio Carlos foi dispensado pelo Guarani da Palhoça. É isto mesmo: dispensado. Pois é, depois da bobagem que a diretoria do Avaí fez em liberar o rapaz para o Grêmio, que por sua vez, emprestou o atleta para o Guarani, agora é a diretoria bugrina que fez a bobagem de dispensar o rapaz. Estes dirigentes não entendem nada de futebol. Deveriam consultar os "ispecialistas" da blogosfera avaiana antes de fazer uma bobagem dessa. 

Como já falei em postagem anterior, não tenho nada contra o rapaz e desejo boa sorte na carreira dele. Espero que volte para o Grêmio e mostre que assim como o pessoal do Avaí, o pessoal da Palhoça também estava errado. Estou apenas usando seu exemplo para mostra a "sabedoria" de uma turma que pensa com o fígado.

Também li que o Rodinei, lateral formado na base que estava emprestado ao Corínthians foi reintegrado ao elenco avaiano. Quando ele saiu foi um deus nos acuda, um absurdo emprestar um lateral, já que os que estavam aqui não prestavam. Por que é sabido que jogador da base que sai do Avaí é craque. Aqui só fica os perebas. Isto segundo os 'ispecialistas'.

Quanto aos laterais que estavam aqui, até concordo que não são muito bons, mas daí a achar que o Rodinei vai ser a solução vai uma grande distância. É bem verdade que para fazer melhor que o Arlan ou o Aélsson não é preciso muito. Se acertar uns dois cruzamentos por jogo na cabeça do Roberson ou do Reis, já vira titular absoluto.

Vou torcer por ele e espero que a torcida, principalmente a formada pelos 'ispecialistas', apoiem o rapaz e tenham paciência com ele, não o vaiando logo no primeiro passe errado.

Mas não tenho tanta esperança (na paciência da torcida).

quinta-feira, 7 de março de 2013

Foi chuva de verão

Parecia que era uma coisa, mas foi outra. Com a mesma rapidez que caiu, parou e secou. Uma hora depois, ninguém mais se lembrou que choveu.

Dizem que depois da tempestade, vem a bonança.
Se já parou de chover, agora é esperar o sol brilhar.

O campeonato ainda não acabou, mas a esperança tá quase no fim.
Mas enquanto houver chances, haverá esperança.