segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Análise do Primeiro Turno

O primeiro turno chegou ao fim e o Leão ficou com 30 pontos na nona colocação.

1 - Vitória - 44
2 - Criciúma - 42
3 - Joinville - 36
4 - São Caetano - 34
5 - Goiás - 33
6 - Atlético-PR - 32
7 - América-RN - 31
8 - América-MG - 30
9 - Avaí - 30

Desde 2006, quando começou o sistema de pontos corridos com 20 clubes na série, classificando-se os 4 primeiros, aconteceu o seguinte com os clubes melhores classificados no primeiro turno, durante o segundo turno:

Colocação - Time - Pontuação no 1T + Pontuação no 2T = Total - Colocação Final

2006
1 - Coritiba - 35 + 24 = 59 - 6 lugar
2 - Náutico - 35 + 29  = 64 - 3 lugar
3 - Sport - 30 + 34 = 64 - 2 lugar
4 - Avaí - 30 + 16 = 46 - 13 lugar
5 - Atlético MG - 29 + 42 = 71 - Campeão
12 - América RN - 25 + 36 = 61 - 4 lugar

2007
1 - Criciúma - 37 + 16 = 53 - 7 lugar
2 - Coritiba - 35 + 34 = 69 - Campeão
3 - Marília - 32 + 20 = 52 - 6 lugar
4 - Vitória- 30 + 29 = 59 - 4 lugar
5 - CRB - 30 + 23 = 53 - 8 lugar
6 - Brasiliense - 30 + 23 = 53 - 9 lugar
7 - Portuguesa - 29 + 34 = 63 - 3 lugar
8 - Ponte Preta - 28 + 24 = 52 - 11 lugar
9 - Ipatinga - 28 + 39 = 67 - 2 lugar

2008
1 - Corinthians - 39 + 46 = 85 - Campeão
2 - Avai - 35 + 32 = 67 - 3 lugar
3 - Santo André - 33 + 35 = 68 - 2 lugar
4 - Ponte Preta - 32 +26 = 58 - 5 lugar
5 - Vila Nova - 32 + 26 -= 58 - 6 lugar
6 - Barueri  - 30 + 33 = 63 - 4 lugar
7 - Ceará - 29 + 20 = 49 - 12 lugar

2009
1 - Vasco - 39 + 36 = 76 - Campeão
2 - Guarani - 34 + 35 = 69 - 2 lugar
3 - Ceará - 33 + 35 = 68 - 3 lugar
4 - Atlético-GO - 36 + 29 = 65 - 4 lugar
5 - São Caetano - 30 + 24 = 54 - 7 lugar
6 - Ponte Preta - 30 + 22 = 52 - 11 lugar

2010
1 - Figueirense - 36 + 31 = 67 - 2 lugar
2 - Ponte Preta - 35 + 13 = 48 - 14 lugar
3 - Coritiba - 33 + 38 = 71 - Campeão
4 - Bahia - 31 + 34 = 65 - 3 lugar
5 - Náutico - 31 + 17 = 48 - 13 lugar
6 - América-MG - 30 + 33 = 63 - 4 lugar

2011
1 - Portuguesa - 38 + 43 = 81 - Campeão
2 - Ponte Preta - 35 + 28 = 63 - 3 lugar
3 - Náutico - 34 + 30 = 64 - 2 lugar
4 - Guaratinguetá - 30 + 26 = 56 - 8 lugar
5 - Sport - 29 + 32 = 61 - 4 lugar

Algumas conclusões:

1 - Nenhum time tinha feito mais que 40 pontos no primeiro turno. Quem fez mais que 37, sempre subiu. Vitória e Criciúma estão com uma mão na vaga.

2 - A pontuação está alta, pois 30 pontos sempre foi suficiente para colocar o time pelo menos na 6 colocação. Se continuar assim, a pontuação para se classificar poderá ser a mais alta da história. Até hoje, a a mais alta foi 65 pontos, do Atlético-GO, em 2009.

3 - Apenas numa edição (2009), os 4 primeiros no primeiro turno foram os mesmos que subiram.

4 - Pelo menos 2 clubes que chegaram entre os 4 no primeiro turno, conseguiram o acesso.

5 - A maior diferença tirada foi do América-RN, em 2006, que estava em 12 lugar a 5 pontos do 4 colocado e chegou em 4 lugar.

6 - Coritiba (2006) e Criciúma (2007) já foram cavalos-paraguaios, disparando no primeiro turno e morrendo no segundo.

7 - O Avaí perdeu pontos em algumas partidas que não poderia, mas principalmente nos jogos em casa contra Joinville e Atlético-PR. Se tivesse vencido o JEC e empatado com o time paranaense, o Avaí estaria com 34, em terceiro lugar.

8 - O Avaí venceu 7 partidas (5 em casa e 2 fora) dos times abaixo dele, empatou com dois (fora) e perdeu para o CRB (fora). Já em relação aos times acima do Leão, o Avaí venceu apenas o América-MG e o São Caetano (casa), perdendo as outras 6 partidas (2 em casa e 4 fora).

9 - No returno, o Avaí vai jogar em casa 4 partidas contra os times de cima (Vitória, Criciúma, Goiás e América-RN) e 4 fora (Joinville, São Caetano, Atlético-PR e América-MG). Contra os times debaixo, o Leão jogará 6 partidas em casa (Paraná, Boa, Guarani, CRB, Guaratinguetá e Ipatinga) e 5 partidas fora (Ceará, ASA, ABC, Bragantino e Barueri).

10 - De todas as partidas que o Avaí tem no returno em casa, empates com Vitória e Criciúma poderão ser considerados normais, mas as demais partidas somente poderão ter a vitória como resultado. Neste desempenho, seriam obtidos 26 pontos.Nas partidas fora de casa é possível sonhar com vitórias em pelo menos 3 partidas e empates em outras 3), somando mais 12 pontos. Na soma, dá de sonhar com 38 pontos no returno, totalizando 68 pontos, que deverão dar pelo menos a quarta colocação para o Leão.

11 - De nada adianta fazer contas, se o time não for reforçado.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Chegadas, Retornos, Paradas e Saídas

Nesta semana, tivemos uma movimentação no elenco avaiano:

Chegando - Ricardo Jesus - nunca vi jogar, mas concorrendo com Capixaba, Laércio, Felipe Alves e Diogo Acosta, não vai ser difícil ser titular. Fez 19 gols pela Ponte Preta na série B do ano passado (o ataque do Avaí fez 23 gols no primeiro turno deste ano). Jogou pouco pela Portuguesa neste ano, mas fez 3 gols na série A, 2 na Copa do Brasil e 3 no Paulista. Vi alguns lances no YouTube e não me encheu os olhos. Pode ser até bom, porque tem muita enganação por aí. É esperar para ver.

Retornando - Mika, Jeferson Maranhão e Evando estão saindo do DM. Espero que Mika volte para o meio de campo, pois tem mais qualidade no toque de bola do que Bruno, Thiessen e Orlando juntos. Jeferson Maranhão tem velocidade, mas não vingou, apesar que não é mau jogador. Pode ser uma aposta para um jogo de contra-ataque. Evando está com o prazo vencido. Espero que não renovem seu contrato que termina no mês que vem.

Parando - Leandro Silva se contundiu e pode ficar afastado por um bom tempo. É bom zagueiro e vinha fazendo uma boa dupla com Renato Santos. Entretanto, nosso capitão andou falhando em alguns jogos e jogando mau em outros. Não estava numa boa fase. Vamos torcer para que Jaílton possa substituí-lo a altura, pois não podemos contar com os gêmeos modelos de passarela. Se não der certo, tem que contratar um zagueiro bom, mas está difícil de esperar agilidade do MPaulista.

Saindo - Diego Palhinha está indo para o CRB e não vai deixar saudades. Parte da torcida gostava e incentivava o craque redondinho por um único motivo: se ele entrasse, o Robinho ia para o banco. Acho que o perseguido que está no Coritiba joga muito mais que o ex-craque do Icasa. Como já escrevi, nunca vi a torcida xingar o HM como xingava o Ovelha por deixar o Diego Palhinha no banco. Ah, bem que o Avaí poderia mandar o Marcinho Guerreiro como bônus para o CRB.

Última: que fase do Tombense! Fico até sem jeito de rir de tanta desgraça acontecendo no Remendão.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Não vi, mas vou falar

Devido a compromissos no mesmo horário, não assisti ao jogo de ontem à noite. Não vou fazer meu comentário baseado nos comentários da blogosfera, que é sempre 8 ou 80, taxando os atletas, ora de peladeiros, ora de craques. Muito menos pela imprensa, que nem escutei.

Vou apenas dizer que levar um gol aos 30 e outro aos 40 do segundo tempo, indica que a coisa não foi tão feia assim. Perder para o time do carvão lá no sul não é nenhum desastre, apesar de achar que o Leão tinha time para arrancar pelo menos o empate.

Os problemas do time já são mais do que conhecidos, principalmente quando enfrenta uma equipe mais qualificada. Arlan tem que aprender a cruzar ou dar lugar para Diniz, Julinho tem que continuar a atacar, porém sem fazer firulas (porque não dá de aguentar o Pirão), Thiessen e Diogo Orlando (os dois erram muitos passes) tem que tirar no par ou ímpar para ver quem sai para o lugar de Camilo (se joga o que falam), Jaílton (se é que está jogando) ou Bonilha. E se Ricardo de Jesus vier, tem que vestir a camisa do Laércio. Diego, Renato, Leandro e Cléber não têm substitutos. Bruno é titular pois os outros volantes não são tão marcadores como ele e Acosta está tranquilo, pois Laércio e Capixaba não fazem sombra. Felipe Alves é o único que pode ameaçar sua posição, mas parece que só joga bem no segundo tempo.

O segundo turno é um campeonato bem diferente do primeiro, com times perdendo fôlego e outros perdendo interesse, o que possibilita fazer até mais pontos. Por outro lado, alguns vem se reforçando para buscar o acesso, e também pontuando mais que no primeiro turno.

Com o time de ontem é difícil de acreditar no acesso, apesar dos milagres de HM. Talvez com mais duas ou três peças de melhor qualidade (que talvez até já estejam no elenco ou para chegar), o time se transforme e a gente comece a sonhar com a série A em 2013.

Pra finalizar, que coisa feia esta história do rojão. Independente das pedras da "pacífica e ordeira" torcida carvoeira, só um imbecil e mau intencionado para andar com um rojão no bolso.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Pitacos da semana passada

Para retomar os comentários, começo por alguns assuntos da semana passada.

Cléber Santana -  é craque, mas nas últimas duas partidas não jogou bem. Na partida contra o Barueri, recebeu um passe primoroso do Diogo Orlando, mas matou de canela e perdeu uma boa chance de gol. Se fosse o Robinho era vaia na certa. Deu vários passes errados. O Leão ganhou do Barueri por causa dos outros jogadores. E não concordo com este negócio que ele está bem marcado. E daí? Quer dizer se marcarem todos os jogadores que criam, o time não vai jogar nada? É claro que se tivesse mais um pensador no meio de campo, aliviava o fardo dele, mas ele também pode tentar fugir da marcação.

Os malditos abençoados - Laércio cruzou para o gol de Acosta, contra o Bragantino. Diogo Orlando deu um passe açucarado para Felipe Alves fechar a partida contra o ABC. Arlan cruzou (na verdade foi quase um chute) para Laércio empatar a partida contra o Barueri e mais tarde, Bruno fez um lançamento para Pirão virar o jogo. Se todos tivessem sido mandados embora, como ia ficar o Leão?

Ovelha, HM e Palhinha - na época do Mauro Grasel, todo mundo pedia o Diego Palhinha e xingava o treinador porque deixava o Robinho em campo. Agora, não vejo ninguém xingando o HM por não utilizar o outrora craque redondinho. Isto é que é incoerência.

HM e Diretoria - já não aguento mais este negócio de quando ganha é por causa do HM e se perde é culpa da diretoria. Isto é covardia dos blogueiros e torcedores. Pode-se até apontar erros que são somente da diretoria e acertos que são da alçada do HM, mas todos ganham e perdem juntos. Do mesmo modo, a diretoria também teve acertos (como contratar o Cléber Santana) e o HM também já fez bobagens. Quem contratou os jogadores que venceram o campeonato e escolheu o HM como técnico foi a diretoria. Pouco me importa se era para ser um tapa buraco que deu certo. O fato é que foi uma decisão da diretoria e por isso eles também merecem os parabéns pelo campeonato. Também acho que poderiam abrir o bolso e qualificar mais o elenco, mas o HM não é mágico para fazer o time jogar mais do que sabe. Se o time melhorou é porque ele está fazendo um bom trabalho, mas também é porque o elenco não é tão ruim assim.

Marquinhos Paraná - Ainda bem que não veio. Pode até jogar bem no coelho mineiro, mas acho que não ia funcionar no Leão.

Comemoração do Marquinhos - muito gritaria para pouca coisa. Futebol é diversão, mas tem gente que acha que precisa ser uma guerra. O pessoal da rádio tombense ficou chamando o galego de pakita durante a transmissão e depois queria respeito por seu time? É melhor começar a rezar, porque na bola vai ser difícil.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Voltando a falar

Por motivos que não preciso explicar, deixei de fazer postagens nos últimos 3 meses. Não tinha vontade nem de abrir o blog. Mas aos poucos fui voltando a abrir o blog, atualizando algumas coisas, excluindo outras e me preparando para retornar a escrever.

Confesso que já não tenho aquela vontade que tinha lá no começo e tampouco senti falta de fazer as postagens durante este tempo.

Entretanto, apesar deste afastamento, depois de um tempo voltei a ler os blogs avaianos e como ultimamente andei fazendo alguns comentários por aí, resolvi voltar a escrever.

Talvez o ritmo não seja como antes, mas tudo vai depender essencialmente do meu estado de espírito. Vamos deixar que o tempo mostre o caminho.

Amanhã já vou soltar alguns pensamentos.