segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Análise da Rodada

Minha bola de cristal começou bem. Acertei os 3 vencedores (Tigre, Índios e SPE) e os empates do Leão e do Subway. De lambuja, acertei o placar dos jogos do sul e do vale. Agora vamos a análise:

Tigre mata o Bugre - sem muita dificuldade, mas sem show, o time do sul derrotou o time da Palhoça. Resultado normal e quase uma obrigação do time do supermercado. Melhor seria um empate. Agora os carvoeiros vem até a Ressacada enfrentar o Leão, enquanto os bugrinos recebem os índios, no clássico indígena do campeonato.

Verdão do Oeste atropela o Leão Baio do planalto - no clássico gaúcho da rodada, os índios passaram por cima do colorado de Lages. O time do oeste mostra que vem para brigar pelo título e que o Mabília vai ter muito trabalho na serra e provavelmente vida curta no cargo. Melhor seria um empate. Na quarta, os verdes do oeste vem até a Palhoça, enquanto os serranos vão receber o pessoal do chopp.

Empate no clássico do vale - os alemoes de Blumenau e os papa-siri de Itajaí ficaram no um-a-um, num mau resultado para o time da terra do chopp. Bom resultado pro Leão. Os verdes sobem a serra e os marinheiros recebem a turma da sociedade sem propósito.

Mais difícil que eles pensavam - o time do istreito não jogou bem e sofreu para vencer os funcionários do marqueti. Não fosse uma desatenção dos Hermann, o juiz ia ter que dar uns 10 minutos de acréscimos para o pessoal da casa conseguir a vitória. É sempre ruim ver eles vencerem.
O Real Madrid vai logo ali em Itajaí se afogar, enquanto o time de Ibirama recebe o pessoal do Bolshoi, num jogo que normalmente a temperatura sobe.

Empate sofrido na terra do Bolshoi - O Leão entrou em campo dormindo, sofreu dois gols para acordar no fim do primeiro tempo. No início do segundo tempo, é roubado, mas empata e quase vira. Resultado ótimo, considerando as circunstâncias. Agora o Leão recebe os carvoeiros e o pessoal do norte viaja até Ibirama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados