quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Considerações sobre um jogo que não vi

É claro que não dá para comentar um jogo que a gente não viu. Por isso, vou fazer apenas algumas observações:


- Estrada - não sei se jogou bem, mas fez mais um gol. Deve permanecer no time.


- Willian - mais dois gols. Parece que voltou melhor do que era.


- Maurício Alves - pela descrição do lance, ele deu o gol de bandeja para o Willian. Acho que ainda vai ser muito útil para o time.


- Evando - como tem gente da imprensa puxa saco dele! É claro que vou torcer para ele jogar bem e marcar muitos gols, mas já estou até vendo a pressão que uns caras vão fazer para escalá-lo se o Rafael Coelho ou Willian ficar uns 3 jogos sem marcar.


- Arbitragem - deve ter sido muito ruim, porque vários jogadores e também o Silas estavam criticando muito ele. O Zé Carlos chegou a dizer que o cara era um mala e pelo jeito achava que estava apitando a Libertadores. Pra variar, o narrador preto e branco achou que estava tudo normal, com o árbitro errando para os dois lados. Pros dois lados, em Vilhena?


- Imprensa - como tem repórter que gosta de fazer piadinha com alguns jogadores avaianos. Deve ser porque eles são os melhores em sua profissão e nunca erram.


O Avaí tinha obrigação de eliminar o jogo da volta? Mais ou menos. Dois 32 times que jogaram a primeira partida como visitante, apenas 9 conseguiram vencer por 2 ou mais gols de diferença (Flamengo, Ceará, Caxias, Uberaba, Vasco, Avaí, São Paulo, Santa Cruz e Goiás). Times como Atlético-MG e Palmeiras (que venceram por diferença de apenas 1 gol), Botafogo e Atlético-PR (que perderam) vão ter que jogar novamente para conseguir a classificação para a próxima fase.


O próximo adversário do Avaí deverá ser o Ipatinga que venceu o Rio Branco (do Espírito Santo) por 1x0 em Vitória e deve confirmar a vaga na próxima partida, no Ipatingão na próxima semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados