sábado, 28 de maio de 2011

Tem gente que torce para jogadores, não para o Avaí

Eu não gosto de ver o Avaí perder, mas fico ainda mais chateado com o comportamento da nossa torcida. Ficam pegando no pé de alguns jogadores, mas relevam o erro de outros.

Vaiar o Marquinhos Santos? Vocês estão de brincadeira, né? Se o galego estava em dúvida se devia aceitar a proposta do Grêmio, deve ter achado a resposta neste jogo. E olha que eu cobrei aqui várias vezes um desempenho melhor dele. Eu sei que ele pode fazer mais. Mas daí a vaiar o cara e chamá-lo disso e daquilo vai uma distância grande.

Quando o Estrada finalmente entrou, fez umas boas jogadas, mas também errou. Não escutei ninguém vaiando. Ué? A cada erro era uma vaia, por que não vaiaram o erro do colombiano?

Vaiar o técnico. Eu não vou defendê-lo, apesar de achar que pouca culpa ele teve hoje. Mas vaiar o técnico é vaiar o time todo. Façam isso depois do jogo, nunca durante.

O time não foi bem hoje, mas a torcida foi pior que ele.

Acorda torcida. Vão esperar chegar nas últimas rodadas para apoiar o time, não importa quem esteja jogando? Por que não começam a fazer isto agora?

Depois não reclamem em voltar a jogar contra Brangantino e cia.

4 comentários:

  1. Os caras que vaiam são esses "novos torcedores", que começaram a frequentar a Ressacada depois da Série A. Eles abandonarão o time se essa desgraça que falaste ali em cima de voltar a jogar contra Bragantino e cia acontecer. Vamos torcer para que o Avaí esteja na Série A de 2012, mas com o pouco futebol que nosso time vem apresentando, não será fácil. Fiquei triste com as vaias para o Marquinhos. Ele não está bem como todo o time, mas vaia-lo é não reconhecer tudo que ele já deu para o nosso Leão. É no mínimo desrespeito com um ídolo recente. Uma pena que falte educação para muitos de nós. Mas agora podem ficar contentes e comemorar, pois ele vai jogar no Grêmio. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. É tu tás torcendo para o Marquinhos e não para o Avaí. Ele claramente estava se preservando, enquanto o Estrada pelo menos estava jogando com raça, daí a diferença meu amigo. Não adianta o cara ser torcedor do time, ele tem que jogar. Na quarta ele já não havia jogado nada, hoje de novo, a ponto de o Marquinhos Gabriel produzir mais que ele... foi ele que puxou o contra-ataque do gol avaiano, não o galego. Então temos sim que reclamar de quem entra em campo e não honra a camisa... prefiro mil vezes Bruno e Diogo Orlando ralando e afastando as bolas pelo alto que um Marquinhos cara de paisagem como no terceiro gol do Atlético, que ele tava no primeiro pau só meditando. Com ele saindo o time vai melhorar, certamente, porque esse sai não sai só atrapalha o ambiente... ele poderia ser um grande ídolo, como Rogério Ceni e Marcos, mas prefere não ser, prefere ficar pulando de time em time e de vez em quando passar um tempinho por aqui, que sempre o receberá de braços abertos. Acho que ele ficou muito confiado no Avaí, e isso pra um manezinho não é bom, ele não foi nem sombra de 2009.

    ResponderExcluir
  3. Respeito a sua opinião, mas discordo. Não dá pra culpar a torcida pela situação em que se encontra o Avai. Torcedor, em qualquer lugar do mundo, é passional e mais do que isso: é a razão de ser do futebol. Então, sem essa de cobrar posturas da torcida. Temos sim que cobrar posturas dos "profissionais" que vestem a camisa azul e branca.
    Quanto a Marquinhos, me desculpe mas ganhando o salário que ele ganha fica difícil não se irritar com os erros de passes de 2 metros que ele vem cometendo. E não me venha dizer que isso é devido ao esquema tático, porque passe é fundamento do futebol e se um cara com o nível dele não está executando tal fundamento bem, ou está mal fisicamente, ou está desligado do jogo, ou está emocionalmente afetado. Neste último caso, creio que não precisamos de um torcedor em campo. Precisamos de um capitão, experiente, seguro, líder, coisa que Marquinhos, faz tempo, não consegue ser. A condição de ídolo não lhe dá direito a essa pegada sonolenta que ele vem apresentando na maioria das partidas. Quem viu o galego jogando pelo Santos, no ano passado, sabe que ele pode jogar muito mais do que isso... Finalizando, definitivamente, se formos jogar de novo contra o Bragantino, agradeça a uma diretoria que não consegue contratar um time minimamente competitivo, nem um técnico normal,que pelo menos faça o "básico", sem inventar táticas e esquemas mirabolantes... Jamais culpe uma torcida que, apesar de ter que enfrentar filas escabrosas, pagar um valor de ingresso alto e saber das limitações do time, tem comparecido, incentivado e SOFRIDO muito com esse time! Agora, vamos combinar: PACIÊNCIA TEM LIMITE!!!

    Abraço,

    Roger

    ResponderExcluir
  4. João Jr, eles serão os primeiros a deixar de pagar a mensalidade e depois ainda vão reclamar de ter que pagar os meses atrasados para voltar a ser sócio.

    André, se você ler as postagens anteriores, vai ver que eu já critiquei muitas vezes o Marquinhos Santos. Acho que ele tem muito mais bola do que isso. Ele realmente é confiado dentro do Avaí, mas ele fez por merecer. O que eu não concordo é vaiar jogador, qualquer um que seja, ainda mais um craque como ele, que se sair, vai fazer falta sim.

    Roger, é claro que a torcida é passional, ainda bem, porque se fosse só racional, ia pouca gente num estádio que tem fila para ir e para voltar. O que eu acho é que a torcida já foi mais participativa e menos corneteira como é hoje. Concordo que temos que cobrar melhor desempenho dos jogadores, mas isto não isenta a torcida de apoiar mais o time, já que ela sempre se achou tão importante, a ponto de dizer que foi por causa dela que não caímos o ano passado.

    Abraços e apareçam.

    ResponderExcluir

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados