sábado, 16 de julho de 2011

E foi hoje

Depois de um longo e tenebroso inverno, veio a primeira vitória avaiana na série A 2011.

Não foi fácil. O time nem jogou tão bem, mas foi preciso (não no sentido de necessidade, mas no sentido de exatidão). Na minha contagem, teve 5 chances durante o jogo inteiro. Fez um gol. O adversário teve até mais chances, inclusive um pênalti, mas não fez. Azar o deles.

Não tem problema. O que interessa são os três pontos. Mas é preciso corrigir alguns problemas.

Felipe - vai se firmando como titular. Falhou apenas num lance do primeiro tempo em que não saiu num cruzamento que o atacante homônimo quase fez o gol. Fez algumas boas defesas. Passa tranquilidade para a zaga.

Gustavo Bastos - esteve bem e tirou várias bolas. Joga muito sério.

Welton Felipe - nota dez e zero no mesmo jogo. Deve ter saído com a cabeça doendo de tanto cortar cruzamento. Ganhou todas. Em compensação fez duas lambanças. Um pênalti totalmente desnecessário, já que podia apenas cerca o jogador e uma falta ainda mais desnecessária, já que o atacante estava no canto direito, sem perigo para o time. Levou o segundo amarelo e quase deixou o time na mão. Gallo, avisa para ele não sair da área e ser menos estabanado.

Romano e Arlan - esforçados, mas improdutivos. Merecem outra chance.

Diogo Orlando - bom no desarme, péssimo na condução da bola. Tem que melhorar muito.

Batista - tranquilo, mas improdutivo. Quase fez um gol, numa virada que quase pegou o goleiro de surpresa. Mas ficou no quase.

Bruno - muito bom. Não pode sair do time e tem que jogar naquela posição.

Cléverson - não esteve tão bem hoje, mas tem crédito.

Fabiano - surpreendeu. Esteve muito bem, tanto no ataque, com o passe do gol e duas chances (uma perdida e outra defendida pelo goleiro), como para amorcegar o jogo com sua experiência. Só faltou dar o passe certo para o Anderson Lessa, naquele contra-ataque que poderia selar a vitória. Está fora da próxima partida.

Willian - se entregou um pouco mais hoje. E fez o gol da vitória. Tá bom demais.

Marquinhos Gabriel - não apareceu. Preferia que tivesse colocado o Dinélson. (é fácil falar daqui)

Pará - não teve tempo para mostrar muita coisa.

Gallo - está adquirindo a confiança do time. Já são 4 jogos sem derrota e 5 pontos conquistados fora de casa. Já ganhou mais pontos fora do que em casa.

Agora é pensar no próximo adversário, uma pedreira. O Inter, time bom, mas não imbatível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados