quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Jogo dos 7 erros

É claro que tivemos muito mais erros do que os sete do título, mas vou resumir em 7 pontos:

1 - Diretoria

Nem vou falar sobre contratações de jogadores, técnicos ou gerentes e supervisores. Não vou falar dos ingressos (até porque os preços reduziram). Minha indignação é com a venda de ingressos para a torcida adversária no setor coberto, acho que o setor E. Isto não pode acontecer. Se o time já não está bem, ainda dão munição para o adversário, aumentando o número de torcedores deles. Isto é uma vergonha. Tem que vender apenas o mínimo estipulado em lei e no setor descoberto. E de preferência, com um valor bem salgado. A diretoria quer ganhar dinheiro até na hora ruim. Gol contra da diretoria. Fiquei decepcionado, como já havia ficado na semi-final da Copa do Brasil. Tem que haver um jeito de restringir o acesso dos torcedores adversários ao lugar deles.

2 - Técnico

Se um time perdeu, é claro que o técnico tem culpa. Não gosto de comentar sobre a escalação, pois ninguém tem bola de cristal para prever se o que eu pensava ia dar mais certo do que ele pensou. Por mais que eu goste de ver o time no ataque, é preciso ter dois volantes para marcar. O Bruno (muito bom) sozinho não dá conta. E o Willian, se fosse para jogar, tinha que ser nos primeiros 45 minutos.

3 - Ataque

Caíque até que se esforçou, mas parece justificar porque foi dispensado no Vasco. Rafael Coelho se movimentou, mas sempre está no lugar errado. Não sabe se posicionar em campo. Teve a chance para marcar e amarelou, preferindo passar a bola para o Willian. RC, você não sabe passar a bola. O teu negócio é correr e chutar no gol. É só que sabes fazer. Willian se esforçou mas também não estava bem.

4 - Meio de Campo

Dinélson mostrou que tem habilidade, mas não foi muito produtivo. Como era a primeira partida, não dá para condenar o rapaz. Cléverson estava sem vontade de jogar. Se tivesse ligado no jogo, teria disputado aquela bola com o goleiro vascaíno, para ver se conseguia um pênalti. Antes teve a bola para marcar e de um chutinho que o zagueiro tirou com facilidade. Pedro Ken foi o destaque deste meio de campo sem criatividade, mas precisa de um companheiro a sua altura (na qualidade, não na estatura). Robinho entrou e até estava jogando bem, mas conseguiu ser expulso em dois lances de falta. Bruno estava bem, mas não pode ser o único a marcar. O primeiro gol foi um replay do segundo contra contra o São Paulo. O jogador carioca teve tempo para pensar e achar o Diego Souza livre dentro da área. É claro que a defesa falhou ao deixar o atacante livre, mas o erro começa na origem da jogada, com o jogador vascaíno livre e sossegado para pensar a melhor jogada. O time tem que morder mais. É muito bonzinho.

5 - Defesa

Como já falei antes, o erro no primeiro gol começou na falha de marcação do jogador que lançou a bola e terminou na defesa, quando Dirceu deixou o Diego Souza escapar livre. No segundo gol, foi uma lambança atrás da outra, até o zagueiro vascaíno chutar no gol. Gustavo Bastos mostrou a raça de sempre (tem que ser titular). Daniel está queimado com a parte mau humorada da torcida. Pará até que tentou, mas parecia nervoso em campo. Também, nem me lembro a última vez que havia jogado. Felipe não teve culpa em nada e continua mostrando segurança.

6 - Juiz

Está no nível do time do Avaí, fraco demais. Dois pênaltis para o Avaí e ele fez de conta que não era com ele. O bandeira do lado do setor A também era muito ruim.

7 - Torcida

Sim, a torcida também errou. Primeiro não indo ao jogo. Podem até dizer que com esta campanha é difícil do torcedor se motivar a ir ao jogo, mas daí não adianta querer ficar dizendo que é avaiano até debaixo d'água. Cadê a torcida apaixonada do Avaí? A diretoria afastou? Concordo em partes, mas não podem mais reclamar do preço dos ingressos. Se não foram, é porque não são tão avaianos assim.

Também não entendi aqueles gritos de burro. Quem estava no banco (com exceção do Willian) que podia ter entrado para jogar? Vocês acham que o Estrada ia resolver o jogo? Para né?

Agora uma pequena mensagem para aquela parte da torcida que ficou cantando no meio do jogo "Adeus Gallo" e aplaudiu a expulsão do Robinho. Este pessoal não merece um time nem na série D. Querem protestar, façam isto depois que a partida acaba. Fazer isto durante o jogo é fazer o serviço da torcida adversária. Para vocês um recado: não voltem para a Ressacada. Vocês não fazem falta. Para ter torcedores como vocês, é melhor o estádio vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados