sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Balanço da Rodada


Como não tive tempo de escrever sobre a 19ª rodada, vou comentar sobre os jogos da rodada do último final de semana e também da que se encerrou nesta quinta.

19ª Rodada – a dos clássicos estaduais

Atletiba – com gols de ex-avaianos (Émerson e Edilson), os times do Paraná ficaram no empate, o que foi ruim para os dois, mas não para nós.

Vovô – no clássico mais antigo do Rio, o time da Estrela Solitária, cuja campanha está surpreendendo até os botafoguenses mais otimistas, venceu de virada, o time das Laranjeiras, que é do tudo ou nada, ou vence ou perde.

Eu vou tentar ser você amanhã – para um time que já esteve algumas rodadas no Z4 ou bem perto dele, a recuperação do Dragão deve servir de exemplo para aqueles que ainda estão na luta de sair do poço, principalmente para o Avaí. Já o time de Minas não tem jeito mesmo, é série B 2012. O resultado não foi bom para nós.

Porco enchafurda as galinhas – no clássico paulista, de técnicos gaúchos, que para variar, sempre tem violência entre as torcidas, o time do Felipão venceu o time do Tite, que disse não estar preocupado com demissão. Não devia né, o cara é lider, mas é que derrota em clássico conta muito, principalmente contra. Te cuida, tchê!

Sansão (sem Dalila) – no outro clássico paulista, dois golaços, num empate de 1x1. Mas o do Lucas foi muito mais bonito. Ele fez o que esperavam do marrentinho papai fresco.

Milhões, sem gols, mas com uma preocupação – no clássico que já foi de casa cheia quando era no Maracanã (neste teve 33 mil presentes), o lance mais importante da partida foi o problema de saúde do técnico Ricardo Gomes. O resto do jogo não teve importância. Ainda bem que o placar ficou em branco.

Grenal – no clássico gaúcho, quem decidiu a partida foram dois catarinenses (Marquinhos e Douglas). Celso Roth respira e Dorival Júnior tem a primeira queda.

Clássico nordestino– no clássico dos representantes do Nordeste, o time cearense atropelou o baiano. O melhor era o empate, mas o time do Renê Simões está dando sinais que está perdendo o fôlego e vai se afundar.

Pão de Queijo – no clássico mineiro, o time do Joel Santana venceu, graças ao Montillo, o Galo do Cuca, que ainda não sabe o que é uma vitória e está habitando o fundo do poço junto com seu cumpadre mineiro Coelho.

O Clássico – no único clássico catarinense de verdade, o Leão quebrou o salto de uma certa filial mineira, com franquia de Lavanderia. Ganhar naquele remendo de estádio já não é novidade, e como diz o guerreiro Willian, como é gostoso fazer gol lá.

20ª Rodada – começa o returno

Tite respira e Roth reclama – foi no sufoco, com dois jogadores a menos, mas o time paulista da Globo conseguiu segurar o imortal gaúcho, que pelo jeito, vai continuar namorando a beirada do poço. Te cuida Roth. Bom pra nós.

Trem da colina segue firme mesmo sem o maquinista – a vitória foi dedicada ao comandante, que estava no hospital e o time carioca não teve dificuldade em passar pelo time cearense. Acho que agora não tem como não incluir o time de São Januário na lista dos favoritos ao título. Coisas do futebol. Bom resultado para nós, pois o time da terra do Padim Ciço não fica tão longe da gente.

Misto azul perde em casa – este time do Papai Joel é de uma irregularidade incrível. Tudo bem que estava desfalcado, mas perder de quatro para o Tombense foi demais. Eles voltaram a se achar os maiorais, mas acho que o cavalo paraguaio logo vai mostrar sua dentadura.

Dragão impossível – em mais uma vitória, o time de Goiás não para de subir na tabela e até ultrapassou o Coxa, que parece não saber vencer fora de casa (venceu só duas).

Galo vence e Cuca respira – seria a oitava partida sem vencer, mas gol um gol chorado do Mancini (que já deve ter pra lá de 35), o time mineiro venceu o Furação original em plena baixada. Renato Gaúcho pediu demissão, mas disse que não foi por causa disso. Será? Bom resultado para o Avaí, que está na frente dos dois.

São Paulo não é mais o mesmo – em outros campeonatos, quando o time do Morumbi chegava perto dos líderes, era questão de tempo para assumir a ponta e ser campeão. Agora, já não é mais assim. Já teve várias oportunidades e não aproveitou. Ainda está perto, mas não dá pinta que possa chegar lá. Já o time do Abel Braga continua daquele jeito, vencendo ou perdendo, mas nunca empatando.

O Fogão está chegando – e se bobear vai cozinhar os adversários. Dessa vez, o time do Harry Potter venceu o Verdão do Felipão. Que zaga ruim essa heim?

Que reação – num jogo de seis gols, o time da Vila conseguiu arrancar um empate contra o colorado gaúcho, depois de estar perdendo por 3x0. Quem desligou a TV quando Oscar fez o terceiro, aos 26 do segundo tempo, não podia imaginar na reação do Peixe, com dois gols de Borges.

Urubu é abatido pelo Leão – com grande atuação de Robinho e Lincoln, o Avaí não tomou conhecimento do time carioca da Globo e venceu mais uma.

Pituaçú dos empates – já é o sexto empate em casa, dessa vez contra o lanterna, o Coelho mineiro que vai ficar no fundo do poço até o final. A vitória mineira seria o melhor resultado para o Avaí, mas daí já era pedir demais.

Terminamos a rodada ainda no Z4, mas já tivemos o gostinho de sentar na beira do poço. Agora temos chances reais de sair da zona de uma vez por todas. Não sei se já vai ser na próxima rodada, mas vislumbro um futuro um pouco mais azul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados