quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Tem uma luz no fim do túnel

Como escrevi antes, considerava o empate como um bom resultado, mas acreditava na vitória que veio. Além da vitória, muito importante é claro, foi bom ver um time já não tão desarrumado. O time rubro-negro até teve uma certa liberdade em alguns momentos do jogo, mas o Avaí não foi aquele time perdido de outros jogos.

O destaque de hoje fica para Robinho, que para a maioria, já devia ter sido mandado embora. Ele fez o primeiro gol, o cruzamento para o segundo e o lançamento para o terceiro. Se não foi o melhor jogador em campo, com certeza, foi muito importante.

Lincoln está mostrando que vale cada centavo gasto. Sabe prender a bola, tem muita qualidade no toque e é muito inteligente. Além disso tudo, ainda sabe fazer gol. Duas partidas, dois gols de cabeça.

Rafael Coelho, outro contestado, usou a melhor arma que tem, que é sua velocidade. Ganhou na corrida e conseguiu finalizar no canto do goleiro marrento deles.

Willian foi discreto, mas cumpre bem sua função de segurar os zagueiros.

Nossa defesa ainda está dando sustos, e Dirceu, novamente, pareceu assustado. Deu um passe de calcanhar incrível, cortou algumas bolas, mas junto com Welton Felipe, faz nosso coração palpitar de nervoso quando pega na bola. Quando é que o Gian volta? Gustavo Bastos é raça, e quase fez mais um gol de cabeça.

Pedro Ken foi bem, assim como Bruno e até Diogo Orlando, apesar de alguns passes errados.

Arlan novamente fez uma correria e ainda desarmou o RG algumas vezes. Romano esteve bem melhor hoje, mas ainda precisa melhorar muito.

Felipe fez boas defesas, mas não pode tomar um gol olímpico, por mais que tenha sido bem executado pelo RG.

Fabiano novamente entrou para amorcegar o jogo e até que fez bem seu papel.

Toninho Cecílio e Betinho estão surpreendendo. Quando ele tirou o Bruno, eu temi o pior, mas gostei da coragem dele. Quando colocou o Welton Felipe, novamente pensei que ia dar errado, apesar de entender a substituição, que por sinal, nem funcionou tão bem, já que eles fizeram o segundo gol justamente num cruzamento que a zaga perdeu a disputa na bola aérea.

Capítulo a parte para a transmissão. Como não pude ir ao estádio, por motivo de saúde, assisti em casa. Vou escrever para a Sportv para mandarem só os caras de fora para narrar e comentar. Que dupla horrível. Só que desta vez, o dublê de comentarista, torcedor do Joinville e pelo jeito, também do Flamengo, ganhou o troféu abacaxi com folga. Quando o Avaí fez o primeiro gol, logo falou que era cedo e que o time carioca poderia se recuperar. Quando fez o segundo, antes mesmo de comentar o gol, já disse que o rubro-negro ainda estava vivo no jogo. Só ficou desanimado quando “seu time” levou o terceiro. Nota zero para ele.

Agora com o time reanimado, é partir para Minas Gerais e tentar buscar pelo menos um empate contra o Galo, que apesar da vitória em Curitiba, ainda está tentando se rearrumar no campeonato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados