quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Outra vez

Mais um jogo, mais uma derrota. É difícil escrever algo positivo numa derrota, ainda mais na situação que o time se encontra, mas vamos tentar olhar o jogo com objetividade.

Nos outros jogos, além do gosto amargo da derrota, o time não dava esperança ao torcedor, por conta do péssimo futebol apresentado. Um time desorganizado, sem inspiração, sem inteligência e sem alma.

Ontem já vimos um time mais organizado, mais bem posicionado em campo. Por outro lado, a bola ainda está queimando os pés de muitos jogadores. O que mais se via era jogador se livrando da bola, seja dando chutão para frente, seja recuando para a defesa. Acho que a exceção era o Lincoln.

Falando no camisa 99, Lincoln mostrou um grande futebol e vários lances de categoria, entre eles o passe de calcanhar para o Willian marcar o gol de empate e outro passe de letra. Se o time tivesse um zagueiro na defesa com a categoria do Lincoln, estaríamos bem mais seguros. Outro ponto positivo é ver como ele se corre e dá combate, tirando algumas bolas lá na defesa.

Em relação aos gols sofridos, a grande maioria vem culpando a zaga por causa das derrotas, o que nem sempre concordo. No jogo de ontem, na minha modesta opinião, os zagueiros não tiveram culpa no lance do primeiro gol, cuja marcação dos dois jogadores tricolores que apareceram sozinhos (um para cruzar e outro para chutar) deveriam estar sendo marcados pelos meias. Não quero ser injusto, mas acho que neste caso as falhas foram do Batista (que não marcou o jogador que aparece livre na área para cruzar) e o Robinho, que não acompanhou o atacante que chutou). A zaga até pode ter falhado em não impedir a conclusão do Fred, mas isto é o lance mais normal do futebol, que é o atacante chegar mais rápido numa bola rebatida pelo goleiro, que aliás, também contribuiu no gol, apesar do chute ter sido quase a queima roupa.

Aliás, os zagueiros receberam muita bola na fogueira e não tinham outra alternativa senão dar um chutão pra frente, para afastar o perigo. Aí ficava aquela parede, o time carioca retomava a posse de bola e ia para o ataque. Faltou um pouco de calma e de mais rapidez no deslocamento dos jogadores do meio para aparecerem livres para poder receber a bola.

No segundo gol, nova falha dos volantes que não pararam a jogada. O Fred recebeu em impedimento que o bandeira não teve coragem de marcar.

Mesmo que o bandeira tivesse feito o serviço que deveria (marcar o impedimento) era possível que a derrota viesse, pelo fato da equipe ter ficado muito lá atrás. Porém, com o passar do tempo, também era possível que a torcida ficasse impaciente e o time carioca começasse a errar, que era o que estava acontecendo até o segundo gol deles.

No segundo tempo, o time do Avaí jogou melhor, talvez nem tanto para merecer o empate, mas com certeza não merecia levar o terceiro gol.

Se o resultado não foi o esperado, pelo menos vimos um futebol um pouquinho melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados