sábado, 12 de maio de 2012

Os ingressos na zona não mista (nem amistosa)

Corre a boca pequena que torcedores do Leão compraram ingressos no setor D do Remendão, que não é destinado a torcida visitante.

Qualquer um deveria poder comprar ingresso em qualquer lugar do estádio, que não seja de um sócio. Entretanto, devido à falta de esportividade generalizada, criou-se uma regra que as pessoas que torcem por times diferentes não devem assistir ao jogo lado a lado, pra mode de não dar confusão. É uma pena, pois isto nem sempre foi assim. Mas isso também não é exclusividade daqui, pois, com exceção dos jogos da Copa do Mundo, acho que em todos os jogos de todos os campeonatos de todos os países, o mesmo acontece. É bem verdade que em 2008 em assisti a um jogo no Maracanã (Vasco x Fluminense) num setor do estádio que a torcida era mista. Foi muito legal e não deu confusão.

Porém, uma vez que esta regra já está, infelizmente, incorporada ao senso geral, não tem como voltar para os saudosos tempos das torcidas misturadas. Pelo menos não com um simples decreto.

Sendo assim, eu não compraria um ingresso neste setor do Remendão. Quando no final do ano passado, sabíamos que a torcida avaiana não lotaria a Ressacada no clássico da última rodada do campeonato da série A e que também havia um boato sobre a compra de ingressos por parte dos torcedores brocolenses no setor E, a gritaria da torcida avaiana foi grande. Eu mesmo escrevi aqui que era contra esta atitude dos torcedores barbies naquela ocasião. Para manter minha coerência, não posso agora ser a favor da atitude dos avaianos.

Aliás, nesta postagem de dezembro eu já sugeria que a solução para este problema de venda de ingressos para visitantes em lugares que não deveriam estar, seria solucionada com a venda dos ingressos apenas para sócios. Não foram poucos os jogos do ano passado (Inter, Vasco, etc.) que vimos torcedores adversários sentados nas cadeiras cobertas do setor E. Um absurdo.

Por outro lado, é interessante ver como se comporta a diretoria do Tombense quando estão acuados e em desvantagem. Cadê aquele profissionalismo e atitude de quem se acha time grande? Só tem este discurso pomposo e esportivo quando estão vencendo. Agora, uma vez que a diretoria do time do Estreito inventou esta regra da compra dos ingressos apenas para sócio, vai ter que aceitar que num próximo clássico, a diretoria do Avaí faça a mesma coisa.

E a Polícia Militar? Segundo o site do parafusito, ela irá "retirar torcedores visitantes infiltrados" (...) "para manter a saudável competição." É de rir. O comando da PM tem é que se lembrar que terá que fazer o mesmo se esta situação se repetir no futuro pelos lados da Ressacada, inclusive com relação a torcedores de outros times que tenham comprado ingressos em locais não autorizados. Ou quando for no sul da Ilha vai querer proteger os malacos visitantes? Aliás, li que no domingo passado tinha torcedor barbie no setor E e teve policial querendo que a torcida avaiana não se manifestasse. Eu vejo coisa. Por quê este policial não conduziu o nobre visitante para seu devido lugar?

Por fim, vejo que alguns boca alugadas da imprensa acham normal a diretoria ceder lugar para os torcedores de Inter, Grêmio, Corínthians, Flamengo, Vasco, etc., mas não acham certo que isto aconteça no caso do Avaí. Aliás, acho que se a situação fosse contrária, era capaz deles apoiarem o torcedor que compra o ingresso, como, por sinal, fizeram no ano passado, naquele citado clássico da última rodada, a dupla de principiantes da rede que troca a notícia. Esperar coerência deles é realmente perda de tempo.

Agora que é esperar pelo clássico e torcer que não dê confusão.

E que o Avaí seja campeão, é claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados