sexta-feira, 6 de maio de 2011

Sim, nós podemos

O jogo da próxima quinta não será fácil, mas os resultados deste meio de semana mostraram que no atual futebol, tudo é possível.

Peñarol eliminando o poderoso Inter em pleno Beira Rio e Once Caldas derrotando o ex-imbatível Cruzeiro nas Gerais eram palpites apenas dos torcedores uruguaios e colombianos. Nem vou falar da derrota do ex-imortal para os universitários chilenos, que já era esperada, nem da eliminação dos guerreiros do pó de arroz para os libertos paraguaios. Nesta quinta, o Vozão mostrou que o campeonato carioca é fraco e por pouco não fechou o caixão do urubú lá no Engenhão mesmo, quando o Geraldo entrou para o time do Inacreditável FC. E o Coxa atropelou o time do Felipão, com gol de Émerson, Léo Gago e Davi (olha ele ai gente) e mais outros três de não sei quem.

Resumo da ópera: Tradição e camisa não ganham jogo. São os jogadores que ganham.

O São Paulo construiu nos últimos 20 anos a imagem de um clube organizado, que sabe contratar e de ser um time vencedor. Entretanto, nos últimos 2 anos tem montado times comuns, sendo que no ano passado ficou em nono lugar no campeonato brasileiro. O time deste ano também não apresentou grandes coisas e a partida de quarta mostrou que o time deles é rápido, mas não também não esse bicho todo.

Nosso problema está no próprio time do Avaí, que não vem mostrando futebol desde o começo do ano. Não conseguimos jogar duas partidas boas seguidas. É muito entra e sai de jogador. Cada partida, uma escalação diferente. Aí fica difícil.

O jeito é esperar muita raça e dedicação dos jogadores. Se eles apresentarem isso, a torcida vai ajudar e podemos sim, sair comemorando a classificação para as semi-finais na próxima quinta.

Yes, we can!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados