domingo, 7 de agosto de 2011

Analisando os jogadores

O time perdeu e isto, é claro, reflete na análise dos jogadores.

Felipe - não teve culpa no primeiro gol, pois a bola veio rápida e não estava tão perto dele. Também não teve culpa no segundo, já que o atacante deles entrou sozinho, mas ele poderia tentar fechar melhor o ângulo. Tem crédito. No resto da partida não deu nenhum susto e nem foi obrigado a fazer grandes defesas.

Welton Felipe - até que não jogou mal, mas continua me dando taquicardia quando pega na bola.

Gustavo Bastos - falhou no gol do empate.

Caçapa - não deu tempo para ver se vai ajudar ou não.

Romano - vai levar nota 5, pela média entre ataque e defesa. Na defesa, ótimo, com vários desarmes. No ataque, péssimo, errando muitos cruzamentos. Como é que um lateral não sabe cruzar uma bola? Gallo, manda este estiloso treinar até de noite.

Arlan - estava bem, apoiando, mas começou a levar bola nas costas. Até entendo o Gallo, substituindo o rapaz pelo Daniel, até porque ele trocou um esquema de 3 zagueiros por 2. É aquele negócio, se não troca o cara e leva um gol por ali, iam dizer que o Gallo estava dormindo.

Diogo Orlando - apareceu bem, mas continua errando muitos passes.

Batista - hoje não estava bem e fez umas besteiras durante o jogo.

Pedro Ken - ficou um pouco escondido no jogo inteiro. Não funcionou bem.

Rafael Coelho - até que não foi mal. Poderia ter tentado jogar a bola mais a frente para ganhar na corrida do Ruan.

Willian - fez o gol e perdeu algumas chances. Mais ou menos hoje.

Caíque - não estava bem, apesar do gol ter saído de um chute que ele errou. Achei ele um pouco lento. Parece que tem corpo para brigar com os zagueiros e proteger a bola. Ainda não é hora de dizer que não tem condições de vestir a camisa do Avaí.

Daniel - Entrou para conter os ataques pela direita e conseguiu. Por outro lado, o ataque pelo lado direito morreu.

Cléverson - não teve tempo para fazer nada, pois a bola pouco chegou para ele. Deveria ter entrado antes, no lugar do Caçapa, ao invés do Caíque.

Gallo - conseguiu dar mais organização ao time. Não é mais aquela bagunça de antes. Os jogadores também estão se movimentando mais e pelo que vi, aguentaram o ritmo até o final.

São Paulo - aproveitou as chances que teve, mas não tem futebol para ser campeão. Vai ficar na disputa da Libertadores, o que deve conseguir sem dificuldades. Como tem um bom elenco, vai conseguir disputar a Sulamericana em paralelo, sem prejudicar a disputa da série A.

Juiz - não complicou, mas deu uns cartões amarelos esquisitos para o time avaiano. No final, tinha prometido 4 minutos de acréscimo, o cara do São Paulo se fez cera, simulando uma contusão e o cara ao invés de acrescentar pelo menos 1 minuto, terminou o jogo 40 segundos antes. Tudo bem, o Avaí não ia empatar mesmo.

Agora é aproveitar a folga durante a semana, para se preparar para o jogo contra o Cruzeiro, que também não disputa a Sulamerica, pois jogou a Libertadores.

O resultado foi ruim, mas o desempenho da equipe não foi tão mau. Já estive mais desanimado. Agora o time está mostrando um futebol em que dá para acreditar que pode sair do buraco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados