domingo, 11 de setembro de 2011

Olhando um por um


Felipe – não se pode dizer que falhou nos gols, mas poderia ter fechado melhor o ângulo do atacante no primeiro gol e ter saído na bola, na cobrança do segundo gol, já que a bola foi concluída dentro da pequena área. Fez defesas importantes no resto do jogo.

Arlan – não fez nada no ataque e falhou no primeiro gol. Ainda assim é melhor que o Daniel.

Pará – ele não precisaria se esforçar muito para ser melhor que o Romano, mas mesmo assim só conseguiu ficar no mesmo nível. Acho que acertou apenas um cruzamento no jogo, na cabeça do Estrada. Traz o Luis Ricardo da Portuguesa e improvisa ali, que nem o Silas fazia (to brincando).

Dirceu – cortou algumas bolas, mas não passa segurança. Gian, cadê tu?

Welton Felipe – falhou no segundo gol, ao se abaixar. Se tivesse só ficado em pé, tinha cortado a bola com o peito. É muita emoção vê-lo jogar, pois a gente não sabe o que pode sair dali. Volta Gustavo Bastos.

Bruno – não apareceu tanto hoje, mas é disparado o melhor volante da equipe.

Pedro Ken – está merecendo um banquinho. Marcos Paulo, ainda ta dodói?

Lincoln – se não foi brilhante no primeiro tempo, foi decisivo no segundo, ao dar um passe açucarado para o Willian fazer o primeiro gol. Vale o preço que gastaram.

Robinho – buscou o jogo, mas esteve apagado. Quase fez o gol da vitória.

Rafael Costa – tem que avisá-lo que ele não sabe passar a bola. Além disso, parece que está com medo de chutar no gol. Teve três chances, numa deu um chute bisonho, na outra cabeceou na mão do goleiro e finalmente na terceira, quase fez o gol, num bonito giro.

Willian – fez um gol, tudo bem, mas esteve totalmente apagado no primeiro tempo e em boa parte do segundo. Tem crédito, mas tem que melhorar.

Batista – entrou e não ajudou em nada. É da escola do Diogo Orlando (ou seria o contrário), pois só marca com os olhos. Será que ele se acha tão feio que vai assustar os adversários com careta?

Estrada – o queridinho da torcida entrou, deu umas arrancadas, mostrou vontade, deu um chute no gol e uma cabeçada para fora. Só isso. Esperava mais do gringo.

Cléverson – entrou e mostrou serviço, diferentemente das últimas partidas. Foi premiado com um gol de oportunismo. Fosse o TC, colocava ele no lugar do RC.

Toninho Cecílio – não ficou acomodado no banco, vendo a vaca ir pro brejo. Fez as mudanças, que deram resultado. Apesar disso, não teria colocado o Batista e acho que foi imprudente ao tirar o Bruno. Mas como já escrevi aqui, tática e substituição boa é a que dá certo. Conseguiu o empate, o que se não foi excelente, foi o menos ruim para o Avaí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados