quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Balanço da Rodada

O turno vai chegando ao seu final e as chances do Leão conquistá-lo vão diminuindo. Agora só acreditando no coelhinho da páscoa.
Marujo moribundo – o time de Itajaí já sabe o que vai fazer no segundo semestre. Jogar a segundona (só mesmo aqui em Santa Catarina acontecesse isso, do time rebaixado poder disputar a segundona no mesmo ano para poder voltar no ano seguinte). Arrisco que não vai chegar nem a 10 pontos. O caçula saiu na frente, logo no início do jogo e os marujos até tiveram a chance de empatar, mas novamente perderam um pênalti. Ai não dá, né, tem mais que cair mesmo. Já o caçula abriu 5 pontos de vantagem em cima do time de Brusque, outro candidatíssimo ao rebaixamento, e deve garantir a permanência na primeira divisão. Os marujos agora recebem o time da terra da fartura, tentando pelo menos se escapar da lanterna, enquanto o tricolor da baixada, que vai ter a minha torcida (é óbvio), recebe o time do parafusito, para cometer o crime da rodada.

Onde tem fumaça, tem fogo – não é que os amarelos do sul acenderam o carvão e queimaram o time verde de Blumenau? Eu bem que tinha previsto isto. O craque RC não fez o seu, mas o time do chopp saiu na frente. Só que o time do sul virou o jogo e pode continuar sonhando em chegar nas semi-finais do campeonato. O time de Blumenau não tem mais chance de conquistar o turno, mas agora vai vem para a capital querer atrapalhar as poucas chances que sobraram para o Leão. Os amarelos do sul recebem os índios, repetindo a final do ano passado. 

Confusão e empate na terra da fartura – os meninos do seu Marchetti estiveram duas vezes na frente do placar, mesmo com um jogador a menos. Só que outro craque oriundo das bases avaianas, Gustavo, o irmão do M10, deixou tudo igual. Resultado ruim para os dois, mas pior para o time de Ibirama que agora só conquista o título com uma incrível combinação de resultados, a começar por uma vitória na terra do marinheiro afogado. A vitória não é o difícil. O problema está nas outras partidas. O time do Oeste, que já teve o título nas mãos, vai para o sul, buscar o título, de olho nas partidas de Floripa e de Camboriú.

Noite das barbies – tudo bem que era contra uma galinha morta (ou seria um marreco morto?), mas eles fizeram seu papel, vencendo e aumentando o saldo de gols. Agora estão com tudo na mão para levar o turno, bastando vencer o caçula do campeonato, em Camboriú. Mas ainda não venceram. Já o time dos marrecos, para continuarem sonhando em permanecer na primeira divisão, vão precisar vencer o time do balé de qualquer maneira.

 
Leão em pele de ovelha - numa noite que nada deu certo, o Leão parecia mais um cordeiro, sendo caçado pelo coelho. Enquanto os jogadores avaianos se arrastavam numa marcha tipo Bandeira Branca, o time do balé dançava um frevo. Agora o time azul recebe o time verde de Blumenau, ainda sonhando com o improvável título, enquanto o time do norte, que respirou um pouco, vai a Brusque fazer um confronto contra o rebaixamento que pode decidir sua vida no campeonato.

 O trem passou, o Leão não embarcou e talvez tenha que esperar o próximo horário. Mas o returno vem aí, e não tem nada perdido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados