quarta-feira, 7 de março de 2012

Sobre as punições

A direção do Avaí, não sei se por pressão ou por vontade própria, decidiu punir os atletas Cléverson, Capixaba e Gilmar. Punir um atleta é sempre uma faca de "dois legumes", como diria Vicente Mateus. Pode colocar ordem na casa ou azedar de vez o que já não está bom. A parte ruim disto tudo pode acontecer se o critério não for mantido em caso de futuras manifestações de outros atletas.

O que penso sobre cada punição:

- Capixaba - se reclamou durante o jogo, podia ter sido chamado atenção, mas daí a multá-lo, achei um exagero. Se houve desrespeito ao treinador, uma advertência da diretoria ao atleta, mostrando que quem manda é o Ovelha, já seria suficiente.

- Cléverson - a multa foi correta, pois o atleta foi expulso infantilmente. É bom para colocar a cabeça no lugar e voltar a jogar o futebol que sabe. Pena que eles não tiveram esta coragem com o Marcinho Guerreiro, naquele jogo com o Criciúma. Os amantes do ex-capitão podem até dizer que não foi a mesma coisa, mas ele também cavou uma expulsão desnecessária. Detalhe que naquele jogo, a expulsão aconteceu no meio da partida, quando o Avai vencia e depois do lance, levou um gol e mais tarde, o empate.

- Gilmar - achei o afastamento do jogador uma medida muito drástica. Merecia uma multa e uma advertência, mostrando para ele que se quiser jogar no Avaí tem que saber respeitar o treinador. Mas daí a afastá-lo, acho que foi demais. Espero que não façam com o Gilmar o que fizeram com Fábio Santos que era um centroavante bom, mas que depois da reação contra a torcida, ficou sem clima na Ressacada. O Gilmar já mostrou que é bom jogador e pode ser titular com um pé só, considerando que seus concorrentes são Capixaba, Neilson e Nunes. Dispensar o jogador é prejudicar o próprio time, que já não é tão bom. Vai com calma, diretoria.

Por último, vou esperar os próximos jogos para ver se tudo isto não foi um jogo de cena do seu Carlos Arini, para tentar iludir a torcida e os blogueiros que está tudo controlado.

Apoio que a diretoria mostre aos atleteas que o treinador é o comandante do grupo, tem que ser respeitado e que não adianta façar beicinho se não jogar.

Mas não adianta ser mais real que o rei.

PS: Amanhã vai ser um prato cheio para turma que só vê coisa errada em tudo que se faz no Avai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados