sábado, 29 de setembro de 2012

A vitória dos desacreditados

Tem gente que vai ter que mudar a pauta que estava preparada. Muitos imaginavam que o Leão, sem CS10 não ia fazer frente ao líder e a derrota seria certa. Culpar a diretoria, o Argel (porque antes o HM era incriticável) e a cacalhada que ficou era o texto que já estava no forno por muitos "conselheiros", se é que me entendem.

Mas a turma de renegados surpreendeu. Jogou com muita disposição e apesar da qualidade do time baiano, foi o Leão que criou mais chances de gol. E numa delas, Ricardo Jesus desencantou, depois de uma bela e raçuda jogada de Diogo Acosta. O mesmo Ricardo Jesus poderia ter feito o segundo, já no final do primeiro tempo, mas apesar de ter chutado bem colocado, não forte o suficiente, dando tempo para o zagueiro cortar a bola.

No segundo tempo, o líder da série B começou até melhor, mas logo o Leão se impôs e numa grande jogada do perseguido Julinho, que driblou, chutou e ele mesmo pegou o rebote, fazendo o segundo.

O Avaí ainda teve chance de fazer o terceiro, num contra-ataque veloz que parou com um pênalti de em cima de Camilo. Pirão cobrou a la Martini e jogou a bola lá no campo de treinamento.

Parece que os jogadores gostam de fortes emoções. E o time visitante ainda teve a oportunidade de diminuir, num pênalti que Cássio fez. Mas Moretto não foi atrás das dicas de Nenê Bonilha e pulou no canto direito, evitando o gol adversário.

Jogo encerrado, o Leão faturou mais três pontos e continua vivo em busca do acesso. Agora é buscar uma vitória contra o ASA, na terça-feira.

E agora a análise dos jogadores:

- Moretto - muito seguro, fez uma grande defesa no primeiro tempo e defendeu o pênalti. Não preciso dizer mais nada. Diego vai ter que se esforçar para voltar.

- Gêmeos - jogaram bem, para a surpresa de todos. Apesar do pênalti cometido, mostraram boa colocação e bom tempo de bola.

- Laterais - Arlan é uma correria só, mas precisa aprender a cruzar. Hoje foi muito bem. Julinho fez um bom jogo e uma grande jogada, no gol de sua autoria.

- Volantes - Mika esteve discreto, mas sempre bem posicionado. Bruno é um guerreiro, mas que poderia ter evitado o cartão amarelo. Pirão foi o pior dos três, apesar de não ter errado tantos passes hoje. Perdeu o pênalti, mas buscou o jogo a todo momento. Rodrigo Thiessen não comprometeu.

- Meias - Camilo fez sua melhor partida, com muita movimentação e ótimos passes. Deixou Ricardo Jesus na cara do gol e sofreu o pênalti. Pode não ter o talento do CS10, mas se movimenta muito mais que ele. Nenê Bonilha não comprometeu, mas pouco criou.

Ataque - Ricardo Impedimento de Jesus desencantou, perdeu um gol na cara do goleiro e ficou 19.734 vezes em impedimento. Talvez o Argel possa explicar a regra do impedimento para ele. Diogo Acosta fez uma grande partida, participando do lance do gol e do pênalti. Evando entrou para o delírio das viúvas, mas a única coisa que fez foi o "toma lá da cá".

Argel - mostrou que conseguiu ajustar a equipe e dar um novo ânimo aos atletas, que correram e vibraram muito. Vamos ver até onde a fórmula vai funcionar.

PS: Bela homenagem ao Corpo de Bombeiros e belíssima a apresentação da banda musical.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados