quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Setor A: Torcida Visitante?

Sou sócio do setor A há muito tempo e já estou acostumado com a cornetagem que acontece lá, apesar de nunca tê-la compreendido e muito menos aceitá-la. É bem verdade que neste jogo contra o Ipatinga, o time não ajudou, mas o desempenho dos torcedores deste setor foi pior do que a performance do Ricardo Jesus.

Desde o início da partida, o que só se ouvia eram xingamentos, apupos e vaias. Apoio mesmo, somente após o segundo gol. Acreditem, logo após o primeiro gol, já tinha gente novamente xingando os jogadores avaianos.

Atualmente, pelo que percebi, só estão a salvo da ira desta parcela da torcida avaiana, Cléber Santana, que pode até rabar na bola ou chutar na lua, que a turma aplaude, Rodrigo Thiessen, que é o campeão de passes certos com menos de 1 metro de distância (deve ser por isso) e Renato Santos (mas nem sempre). Ah, o Rafael também não é muito xingado. Os demais não podem falhar em nada, muito menos arriscar um chute, um passe ou um drible. Se errarem, é xingamento e vaia.

Imagino que deve ser ótimo para os atletas avaianos jogarem com este clima da arquibancada. É como trabalhar com o chefe dando esporro a cada erro. Muito motivador.

Fico realmente chateado com esta turma, que na minha opinião, não sabe torcer. Não é que não sejam avaianos ou menos torcedores que eu. Apenas que não ajudam o time com este estilo de pressionar o próprio time. Parece até que o Avaí está jogando na casa do adversário.

Preferia que esta turma toda ficasse em casa, mesmo que o setor A ficasse quase vazio. Quase, porque nem todos que sentam sente setor fazem parte da turma da corneta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados