sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Esperanças e Receios

Com a vitória do Leão contra o Dragão, o Avaí saiu do Z4 e diminuiu a distância do G4 para 7 pontos.  Até o final do turno pode diminuir ainda mais esta distância, mas dificilmente vai entrar no G4. Pelos meus palpites, vai faltar uns 5 pontos. Não é um cenário horroroso, considerando o início de campeonato do Leão. É uma distância que pode ser zerada até o fim do campeonato, se a campanha da primeira parte do returno for bem diferente da que vimos no turno.

A esperança disto acontecer é ver que no elenco HM tem vários jogadores de qualidade. M10 e CS88 podem não estar jogando o que sabem, mas é certo que eles têm futebol para ser titular em todas as equipes da série B, basta eles jogarem o que sabem. Além deles, Eduardo Costa, com sua experiência, pode arrumar a cozinha do Leão. No ataque, Márcio Diogo, mesmo não estando tão bem nas últimas partidas, já mostrou que tem qualidade para marcar. Diego Jardel e Igor são outros nomes que me dão esperança.

O receio, é claro, é a zaga. Bruno Maia não me preocupa, mas Leandro Silva anda inseguro e de queridinho da torcida, está virando alvo. Seu passado de campeão estadual o estava imunizando antes, mas a paciência de uma parte da torcida já acabou. Aliás, achei muito feio ver a torcida pegando no pé dele logo no começo do jogo. Porém, já mostrou que sabe jogar, só falta voltar a ter segurança.

Os laterais são uma incógnita. Para serem melhores que os que estavam, não precisam fazer muito. Se acertarem uns dois cruzamentos por jogo, já tá bom. Heracles jogou bem as duas últimas partidas, vamos ver se não é outra amostra grátis. Alex Reinaldo entrou com todo o gás, mas já mostrou que é um do estilo do Arlan: corre muito e cruza pouco, mas pode ser útil.

No meio de campo, além de Eduardo Costa, acho que HM vai ter que colocar mais um para marcar. Por mais bonito que seja, é complicado jogar com 3 meias de criação e só um de marcação. A não ser que CS88 volte para marcar, como fez várias vezes no jogo da terça, porque M10 só olha e Diego Jardel não sabe marcar. Thiesen não é tudo que acham dele. Já Marrone não é tudo que ele acha que é. Alê é bom jogador, mas não está muito bem. Gostaria de ver Ricardinho no meio, pois corre muito e marca em cima.

O ataque está fraco (apenas 13 gols em 11 jogos), mas depende muito da criatividade do meio de campo. Além de surgiram poucas oportunidades durante o jogo, quando a chance que aparece, a turma da frente desperdiça. Há esperança que uma hora isso mude, mas o receio que, como no ano passado, o fim do ano chega e eles não tenham acertado o pé. Reis sabe marcar, mas anda de mal com o gol, Beto é duro de cintura e Tauã não está pronto para decidir. Resumo do ataque: a coisa tá feia.


Esperança não falta, mas o receio da repetição do ano passado é grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com ofensas ou palavrões não serão publicados